Descolamento posterior do vítreo

Descolamento posterior do vítreo


Desde o nascimento, o vítreo está colado à retina, e assim permanece, até que um dia, fazendo parte do envelhecimento natural, descola espontaneamente.

Isto é aquilo a que chamamos descolamento posterior do vítreo, que, à medida que ocorre os doentes dizem ver flashes luminosos que surgem na visão periférica, ou corpos flutuantes, descritas como “moscas” ou manchas de algodão, a que chamamos miodesópsias. Isto deve-se a fragmentos opacos do vítreo que se interpõem entre a fonte de luz e a retina, causando sombras que se assemelham a cabelos ou teias de aranha.

O descolamento posterior do vítreo pode levar a descolamento de retina, pelo que o paciente deve ser submetido a um exame da retina para se assegurar da ausência de perigo.

Leave a Reply